Follow by Email

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Chegou mês de Novembro!!!

É... chegou novembro... e com ele, os anúncios de programações culturais especiais em alusão ao Dia da Consciência Negra (20 de novembro) no que se refere à música, dança, teatro, cinema, entre outros... Serão apresentações de capoeira, rodas de samba, filmes com temática racial, etc. etc. etc.


Qual o problema disso?

Nenhum. Se esta não fosse uma onda que nos acometesse somente em novembro. Depois que novembro passa, tudo isso fica para trás. Os teatros recorrem aos clássicos europeus, à música erudita, ps cinemas aos blockbusters, ou seja, tudo volta ao "normal".

Não tenho nada contra o mês de novembro resgatar Zumbi e outros heróis negros e heroínas negras, a luta contra a escravidão, a cultura afro-brasileira... Mas sou contrária a que nada disso fique... Em dezembro, março, junho, setembro, enfim, eu quero que nas escolas esses temas perpassem os conteúdos curriculares, afinal, já até há uma lei para tal, não é? Quero que os meios de comunicação tratem do racismo continuamente, pois isso é recorrente no cotidiano brasileiro. Quero que os cinemas, os teatros, os espetáculos de dança e música considerem a multiplicidade cultural do Brasil não somente quando quiserem mostrar o que é exótico, mas o que é belo, rico, sublime, plural. Cultura afro-brasileira é muito mais do que ritmo, batuque, samba, capoeira. E só o mês de novembro é pouco para mostrá-la em sua integridade com a justiça devida.

Viva a Consciência Negra! Mas em todos os meses do ano...

Um comentário:

  1. Ótimo Texto!

    Parabéns pelo visual novo do blog.

    Eu acredito que o dia 20/nov já virou uma data comemorativa, assim como o dia do indio e da arvore! Cabe a nós realizar ações diretas para utilizar bem a abertura que nos é dada neste dia. Concordo que dia da consciência negra é todo dia!

    ResponderExcluir