Follow by Email

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Os perigos de uma única história (relato de prática)


"Nós, professoras e professores, temos uma grande responsabilidade (junto a outras instituições e atores sociais) em apresentar as várias versões e ângulos dos fatos. Ao falar de História do Brasil, usar a ótica do colonizador branco português, desqualifica o papel e importância do indígena e do negro. Começar a contar a História do Brasil pela colonização é excluir parte do legado indígena.
Falar sobre o negro somente como escravo, como se ele fosse agente histórico somente enquanto mão-de-obra no Brasil Colônia é negar a África como berço da humanidade e da civilização, com suas inúmeras contribuições para as ciências, a tecnologia, a medicina, as artes, a cultura, a arquitetura, a agricultura, etc.
Recomendo assistir ao vídeo O perigo de uma única história, da escritora nigeriana Chimamanda Adichie: www.youtube.com/watch?v=EC-bh1YARsc
Há alguns anos, em uma escola pública municipal de Santo André em que eu trabalhava com uma turma do 4º ano do Ensino Fundamental, uma coisa me incomodava naquele grupo de crianças... Quase todo mundo tinha apelido e o detestava... Enfim, toda a diferença provocava um desconforto, um conflito..."
Para continuar lendo, clique em: http://www.afropress.com.br/post.asp?id=14699

Nenhum comentário:

Postar um comentário